quinta-feira, 5 de novembro de 2009

- Não me prometa nada – sussurrei. Se eu me permitisse ter esperanças e nada acontecesse... Isso me mataria. Todos aqueles(...)impiedosos não conseguiram acabar comigo, mas a esperança conseguiria.

(Crepúsculo)

3 comentários:

  1. O amor não promete, ele simplesmente acontece, como um folha que voa ao vento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. "Se eu me permitisse ter esperanças e nada acontecesse, isso me mataria"


    (..)

    ResponderExcluir